Rosilene Fiorese Schreiber | Fundação Copel

Informações Pessoais:

• Estado civil: CASADA
• Nacionalidade: BRASILEIRA
• Idade: 71
• Naturalidade: RIO BRANCO DO SUL - PR
• Filiação: VITO MODESTO FIORESE E DOMINGAS SIMIONE


Objetivo:

Representar os participantes assistidos no CONSELHO DELIBERATIVO, dentro das respectivas competências.


Resumo Funcional:

[Aposentada - nível Gerencia de Divisão - Ares Contabil Financeira da Patrocinadora Instituidora Copel e Conselheira Fiscal da Fundação Copel em 2 (dois) mandatos, sendo na presidência de Osvaldo Gaspar e nesse ultimo - 2011 a 2015.


Formação:

1977 - Administração de Empresas c/habilitação em Comercio Exterior
1963 - Tecnico em Magisterio - Escola Normal Profª Diva Vidal
1962 - Tecnico em Contabilidade - Colegio São José


Resumo de qualificações:

- 1963 - Curso de contabilidade - Analise de Balanço - Assoc.Coml. do PR;
- 1981 - Curso de Administração Financeira - PUC Rio 352 hs;
- Divs. cursos e seminários para supervisão/gerencia Copel;
- 1963 a 1981 - controle serviço da divida nacional e estrangeira - dos financiamentos:USAID,BID,BIRD,BNDES,ELETROBRAS,FORNECEDORES;
- 1982 - Participação no Grupo de Desenvolvimento dos Sistemas Contabil/ Financeiro/ Orçamentário - integrados - Copel;
- 1983 a 1983 - Area Financeira - Administraçãp de Contratos - gerencia de pagamentos Consórcios, Empreiteiros, Fornecedores, Encargos,etc,
- Procuradora da Copel junto a Bancos - em conjunto com outro(s),
- Fiel depositária de eventuais bloqueios judiciais de creditas de 3}s junto a Copel;
- Aplicação dos diversos Planos Econômicos impostos sobre valores devidos pela Copel (conversões, tablitas, etc.);
- Atualização de valores nas diversas atividades financeiras exercidas, juros, correção monetária, cambio, reajustes de precos e outros;
- Membro do Conselho Fiscal de FC na gestão Osvaldo Gaspar, por indicação da Patrocinadora;
- Presidente do Conselho Fiscal FC gestão 2011/2015, eleita pelos Assistidos;
- 2013 - Certificação pelo ICSS - Instituto de Certificação dos Profissionais de Seguridade Social - avaliação por experiência com ênfase em administração;
- 2012 - Curso de Capacitação de Dirigentes e Conselheiros de Fundo de Pensão-Universidade Positivo;
- 2011 a 2015 - Participação em diversos Congressos, Seminários, Cursos, Eventos e outros treinamentos proporcionados pela Fundação Copel (2011 a 2015).


Ocupação/Associações profissionais:

[Associação dos Participantes da Fundação Copel - cargos de diretoria em gestões anteriores e atualmente participante do Grupo Feminino da APFC;


Trabalhos voluntários:

Na Diretoria Social da APFC)(então AAPC ou SOMOS), promoção de eventos sociais para os aposentados, coordenação de confecção de mantas para necessitados, arrecadação de brinquedos, roupas, calçados para 100 crianças filhos de portadores de hanseníase bem utilidades para os adultos internos pela doença (hospital São Roque), aquisição de pedregulho para revestir parque de creche, arrecadação de brinquedos e guloseimas para datas comemorativas a crianças carentes em creches, orfanato, visita a Asilo, etc com a participação dos aposentados, outras diretorias e associados.

Participação em visitas domiciliares nas últimas Missões Igreja Merces.

Idiomas:

Ingles intermediário,
Italiano (dupla cidadania) intermediário

Prêmios recebidos:

[Funcionária Padrão 1989 - área Contábil - Financeiro)
Homenagem FC ABRAPP/ SINDAP - Dia do Aposentado 2012


Utilizar o investimento em treinamento proporcionado pela Fundação Copel, alem da experiência que nos possibilitou a certificação pelo ICSS-Instituto de Certificação dos Profissionais de Seguridade Social , para o fiel cumprimento da legislação,estatuto, regimento interno e outras determinações, inerentes ao desempenho do Conselho, na Entidade;

Participar como membro do Conselho das decisões do Colegiado, na formulação de planejamento estratégico, orçamento e políticas de administração e investimentos, objetivando a confiança depositada pelos participantes, na busca de agregação de valores aos Planos de Beneficio e Assistencial, e respectivos macro acompanhamentos;

Zelar pela transparência sobre a situação e desempenho da Entidade, solicitando informações quanto a fatores críticos e fatos relevantes, atuando com independencia,mas sempre com cautela quanto a colocação em risco do sucesso dos empreendimentos ou quanto a exposição perante aos órgãos reguladores;

Trabalhar buscando o consenso, sem prejuízo da aceitação de registros de votos de divergencia.