Adir Gnoatto | Fundação Copel


Informações Pessoais:

Adir Gnoatto, Casado, Brasileiro, 50 anos, natural de Pato Branco, Paraná, Filho de Olímpio Gnoatto e Armelina Corso Gnoatto.
 
Objetivo: 

Participação  na  eleição  de  representante  dos  participantes  ativos  no Conselho Fiscal da Fundação Copel de Previdência e Assistência Social.


Resumo Funcional: 

No BANCO BANESTADO, atuei 15 anos nas áreas de investimento, crédito e financiamento, como Operador de Mercado, Analista e Gerente de Risco e Crédito, com atividades relacionadas à  definição de risco de crédito e adoção de políticas de crédito para empresas financeiras e não financeiras, e no desenvolvimento de metodologias de análise de risco e crédito de Empresas, Instituições Financeiras e Seguradoras.

Na  COPEL, atuo  há  14  anos  nas  Áreas: Financeira, Regulatória  e  de Tarifas, na   execução   de   diversas   atividades,   dentre   as   quais,   o planejamento econômico, financeiro e Tarifário, a elaboração do processo de reajuste tarifário anual/revisão tarifária periódica e coordenação dos trabalhos de fiscalização e auditoria relacionados ao processo, feitos pela ANEEL, e a Interação junto ao Órgão Regulador e Entidades de Classe.

Na FUNDAÇÃO COPEL, participei do Conselho Fiscal, durante o período de Maio/2006 à Abril/2009.

Ocupação: 

Entre  2000/2005,  atuei como  Analista  Econômico-Financeiro  Sénior  na Copel Distribuição, em Curitiba/Pr.

Desde 2005 exerço a função de Analista de Tarifas e o cargo de Contador Consultor. Atualmente estou lotado na Coordenadoria de Tarifas e Acompanhamento da Sustentabilidade Econômica da Ois (CTSE), da Superintendência de Regulação e Finanças da Distribuição (SRF).

Formação: 

1991:  Ciências  Contábeis,  na  Faculdade  Católica  de  Administração  e Economia- FAE; 
1993: Especialização em Finanças, no Instituto Superior de Pós Graduação;
1996: Especialização em Finanças Banking, no Centro de Desenvolvimento Empresarial CDE/FAE;
2004: MBA In Company em Gestão do Negócio em Comerciarização de Energia, promovido pela Escola Superior de Propaganda e Marketing;
2011: MBA em Finanças,na FAE Business School.

Resumo de Qualificações:

Conhecimento do  mercado financeiro e  de  capitais: Em 1990/1991, atuei como Operador de  Mercado  Aberto, na Banestado Corretora  de Câmbio, Títulos e Valores Mobiliários, Curitiba, Pr.; 

Experiência em risco  e crédito: Entre 1991/2000, atuei como analista e gerente de risco e crédito no Banco do Estado do Paraná, Curitiba, Pr., participando  na  definição de  limites de  crédito, adoção de políticas  de crédito e no desenvolvimento de metodologias de análise de risco e crédito de Empresas, Instituições Financeiras e Seguradoras.

Atuação    na   elaboração  de   planejamento econômico,  financeiro, tributário e tarifário: Entre 2000/ 2005, atuei como Analista Econômico­ Financeiro, na Diretoria Financeira da Copel.

Conhecimento contábil, regulatório  e  tarifário do  setor  de  energia elétrica: Desde 2005, exerço o cargo de Contador Consultor e a função de Analista de Tarifas, na Copel Distribuição. Dentre as atividades desenvolvidas está a elaboração dos processos de reajuste tarifário anual/ revisão tarifária periódica e coordenação dos trabalhos de fiscalização e auditoria relacionados ao processo, bem como a interação junto ao Órgão Regulador e Entidades de Classe. 

Cursos: 

Treinamento Jurídico - Aspectos Jurídicos Fundamentais da Previdência Complementar, com carga horária de 8 horas. 

Associações profissionais:

Vice-Diretor Financeiro da Associação Copel Curitiba- ACCURITIBA; 
Delegado  Representante  da  Copel  no  Sindicato  dos  Contabilistas de Curitiba- SINCOTIBA
Associado da Associação dos Profissionais da Copel- APC.

Idiomas: Inglês e Espanhol - Nível Básico


O conselho fiscal tem, em decorrência de suas atribuições, a necessidade de atentar para o equilíbrio dos planos de saúde e previdência, as decisões de investimento e os processos de controle de riscos. Entre as atividades decorrentes das competências legais e as diferentes iniciativas a ser consideradas no desempenho das atividades dos Conselheiros, pretendo inserir no meu plano de trabalho, entre outras atribuições legais, as seguintes atividades no Conselho Fiscal da Fundação Copel:

• Atentar na  fundamentação das  decisões  tomadas, verificando se  o  processo decisório esta respaldado por suficientes e apropriados mecanismos de controle de risco.

• Elaborar pareceres suportados pelo entendimento dos negócios, por opiniões, por recomendações, pela fiscalização das contas e atos da  administração, assim como pelo recebimento de denúncias.

• Reunir-se  periodicamente  com  atuários,  examinando  a  adequação  entre  os cálculos atuariais e as reservas técnicas decorrentes, dos planos de aposentadoria e assistência à saúde.

• Informar-se sobre eventos de exercícios passados e subsequentes que impactam ou têm potencial impacto sobre a situação patrimonial, econômica e financeira e resultados atuais e futuros;

• Examinar  o  relatório  da  administração  e  as  demonstrações  financeiras  do exercício social, e sobre elas opinar, fazendo constar do seu parecer às informações complementares que julgar necessárias ou úteis aos participantes.

• Assegurar aos participantes que a entidade atenda aos seus objetivos explicitados no estatuto social, dentro dos princípios da ética, equidade e transparência, protegendo o patrimônio dos participantes e visando a perenidade da entidade.