editorial | Fundação Copel

ENCARAR O AMANHÃ NÃO DEPENDE DO AMANHA. DEPENDE DE VOCÊ

Você vai envelhecer. E pode encarar esta afirmativa de duas maneiras: ela pode ser uma benção ou uma maldição. Será uma benção se você encarar as próprias rugas como motivo de orgulho, se o passar dos anos não for percebido como um fardo mas sim como um privilégio, se souber planejar o amanhã sem deixar de viver o hoje. 
Mas será uma maldição se você tratar a saúde de forma tão relapsa ao ponto de ser inevitável encarar o bisturi, se usar o dinheiro de forma tão negligente que fechar o mês no vermelho se tornar regra e não exceção, se envelhecer for para você um processo de obsolescência e não de acúmulo de experiências e bons momentos. Saber viver e saber envelhecer são praticamente sinônimos. 
Quem sabe viver sabe envelhecer e vice-versa. Mas, acima de tudo, são duas artes. Exigem habilidade, conhecimento e disposição para aprender e aplicar na prática o aprendizado. E, como a vida não tem bula ou manual de instruções, cada dia é uma espécie de desafio à nossa capacidade de autodidatismo. Mas aprender sozinho pode ser penoso e desgastante. 
Além disso, não basta viver mais, é preciso viver melhor. Por isso a Fundação Copel criou a Toda Vida. Uma revista para ser colocada na prática. Ela pretende ser a parceira fiel nas suas empreitadas diárias, dando conselhos e dicas valiosos (e, principalmente, práticos) para aumentar sua longevidade e qualidade de vida. Sendo o maior fundo de pensão do sul do Brasil, a Fundação Copel não poderia se omitir da responsabilidade de garantir uma vida feliz e saudável para milhares de pessoas, de modo que esse compromisso não se restrinja aos já desafiadores e importantes serviços de saúde e assistência previdenciária que presta. Isso porque a vida é repleta de descobertas e necessidades de nos reinventarmos a todo tempo. 
Sendo tão ampla, ela é também tão misteriosa e exigente quanto à nossa performance e responsabilidade com nosso tempo aqui na Terra. Façamos bom uso dele. Façamos de cada ação uma peça que edificará nossos sucessos e o de quem amamos. Façamos isso a todo tempo. Em todo lugar. Toda vida.


Quem sabe viver sabe envelhecer e vice-versa.

Mas, acima de tudo, são duas artes. 

Exigem habilidade, conhecimento e disposição

para aprender e aplicar na prática

o aprendizado